junho 20, 2024

Terapia por acupuntura é ampliada para CAPS 3

 Terapia por acupuntura é ampliada para CAPS 3

Pacientes que sofrem com dores crônicas têm a oportunidade de aliviar os sintomas por meio da acupuntura – recurso terapêutico que utiliza agulhas em determinados pontos do corpo.

Na rede municipal de saúde, o atendimento gratuito, antes ofertado apenas no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD), às segundas, foi ampliado para a unidade CAPS 3 toda quarta-feira.

O serviço é destinado aos pacientes cadastrados na rede CAPS, que sofrem transtornos psicológicos e que possuem fibromialgia, artrite e outras doenças reumatológicas. Além disso, também é estendido para funcionários da Secretaria Municipal de Saúde que necessitem do acompanhamento.

A auxiliar farmacêutica, Viviane Farias, que sofre com dores crônicas generalizadas, tem aproveitado o recurso há cinco meses e destaca que os benefícios já podem ser observados.

“Eu tenho fibromialgia. A acupuntura melhorou bastante as dores. Eu tinha muita dificuldade de locomoção e enxaquecas. O tratamento tem proporcionado muitas coisas boas. A firmeza das mãos está voltando e até os incômodos na mandíbula estão diminuindo”, relatou.

De acordo com o médico, Rodson Tartari, o procedimento dura de 15 a 30 minutos. No caso de pacientes com transtornos depressivos ou ansiosos, é utilizado como ferramenta que busca contribuir na redução do uso dos remédios.

“Os pacientes de dor crônica são pessoas que sofrem há muito tempo e possuem dificuldade até para fazer caminhada. A partir do momento que a gente reduz esse nível de dor, a pessoa consegue voltar a fazer atividade física que é um instrumento importante para quem sofre com depressão e ansiedade”, informa o especialista.

A coordenadora-geral da rede de saúde mental, Regicelia Silva, relata que a técnica passou a ser disponibilizada pela Prefeitura de Feira de Santana no ano passado com objetivo de promover o bem-estar.

“Percebemos uma melhora significativa dos pacientes, na autoestima e nas dores. Hoje, em média, cerca de 45 pessoas são atendidas por semana. O encaminhamento é feito dentro da própria rede”, relatou.

Secom Foto: Danielly Freitas

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?