junho 20, 2024

Secretaria da Mulher registrou 47 denúncias de violência contra idosos somente em janeiro

 Secretaria da Mulher registrou 47 denúncias de violência contra idosos somente em janeiro

Núcleo realizou 180 atendimentos ao público idoso no último mês

Os dados são preocupantes: apenas no mês de janeiro, o Núcleo de Direitos Humanos da Secretaria da Mulher recebeu 47 denúncias de violência patrimonial, física ou psicológica contra idosos em Feira de Santana. Um número que equivale a uma média de 1,5 registros por dia.

Ao todo, o Núcleo realizou 180 atendimentos ao público idoso no último mês. A secretária de Políticas Públicas, Gerusa Sampaio, chama a atenção para a importância da denúncia.

“A importância das pessoas denunciarem ajudam no resgate de idosos que podem estar em situação de cárcere privado, sendo humilhados e explorados. Tem idoso que os filhos se apropriam da aposentadoria, deixam trancado, dão o alimento para que não morra, mas por outro lado não dão afeto, não dão carinho e nem condição de vida. Muitos idosos são vítimas de violência psicológica e patrimonial”, alerta a secretária Gerusa Sampaio.

No ano passado, a Secretaria recebeu 380 denúncias. Gerusa faz um balanço destes números. “A sociedade está sendo mais empática, está se preocupando, está se envolvendo mais, porque tem a garantia do sigilo da sua denúncia. Nenhum vizinho quer brigar com o outro, nenhum parente também quer se indispor. Ninguém sabe de onde veio a denúncia, é sigilosa, isso dá garantia de confiança às pessoas. A divulgação na imprensa também faz com que as pessoas tenham conhecimento sobre isso”, destaca Gerusa.

A denúncia pode ser feita através de duas formas: por telefone, de modo sigiloso, ou presencialmente na Secretaria da Mulher. Telefones: 156 e 3617-1952. A Secretaria de Mulher fica localizada na rua Georgina Erisman, 185 – Centro.

Quando a Secretaria recebe uma denúncia, assistentes sociais apuram a situação e realizam uma visita no local ao lado de psicólogos.

“A denúncia chega, nós apuramos, então encaminhamos um assistente social e um psicólogo para uma visita na casa do idoso. Quando percebemos que não tivemos êxito, passamos a questão para o Ministério Público (MP), aí a Justiça entra no caso. O nosso papel aqui é conscientizar e institucionalizar”, explica Gerusa Sampaio.

O idoso vítima de negligência, violência ou abuso psicológico também recebe apoio e assistência na Casa dos Conselhos.

“A gente tem o Conselho do Idoso ali na Kalilândia, muitos vão e buscam orientação. O Conselho passa os casos para a gente, porque lá tem como prerrogativa fiscalizar. Então o Conselho nos avisa e a gente tem aqui o Ministério Público (MP) e a Defensoria Pública (DPE) ao nosso lado. Quando precisamos que a Secretaria de Desenvolvimento Social dê uma assistência, a gente vai atrás dessa ajuda também”, pontua Gerusa Sampaio.

A Casa dos Conselhos fica localizada na rua Osvaldo Cruz, 165 – bairro Kalilândia.

Fonte Secom

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?