junho 16, 2024

Polícia Civil leva tecnologia e atuação conjunta de Departamentos para Micareta de Feira 2024

 Polícia Civil leva tecnologia e atuação conjunta de Departamentos para Micareta de Feira 2024

Policiais infiltrados, cyber monitoramento e equipes especializadas atenderão os casos de furtos, roubos, crimes contra as mulheres e os demais públicos vulnerabilizados

Com um investimento de R$ 1,5 milhão, a Polícia Civil levará modernização e inteligência policial durante sua atuação na Micareta de Feira de Santana 2024. No primeiro e maior carnaval fora de época do mundo serão empregados mais de dois mil policiais, cujas principais atividades serão o atendimento ao público e formalização de procedimentos policiais e a investigação especializada de crimes que possam ocorrer no evento, com foco no combate aos grupos criminosos.

Contando com uma estrutura moderna, a Polícia Civil realizará ações integradas entre os Departamentos de Polícia do Interior (Depin), de Repressão e Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro (Draco), Especializado de Investigação e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), Especializado de Investigações Criminais (DEIC), de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e de Proteção à Mulher, Cidadania e Pessoas Vulneráveis (DPMCV).

Doze postos provisórios funcionarão especificamente para a Micareta de Feira de Santana 2024. Além dos Postos Policiais Integrados (PPIs), com equipes das polícias civil e militar, e os das Centrais de Flagrante (CFs), bem como das Delegacias Especiais de Área (DEAs), a Polícia Civil promoverá atendimento nos Postos do Serviço Especializado de Respeito à Grupos Vulnerabilizados e Vítimas de Intolerância e Racismo (SERVVIRs), onde terá integrado os Postos da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAMs) e da Delegacia do Adolescente Infrator (DAIs). As ações operacionais terão como base o Posto Resposta Operacional e Tática e Gerenciamento de Riscos (PROTEGER).

Uma das importantes ferramentas das ações da Polícia Civil no evento será o Posto Avançado de Gestão Estratégica (POPC), que funcionará como um centro de tomada de decisões, deslocado para o teatro de operações, com diversas tecnologias embarcadas para que a Delegada-Geral e os demais Diretores e seus corpos de assessores possam se reunir para a tomada de decisões estratégicas de forma rápida e acertiva, acompanhando as movimentações e dinâmica da Micareta.

Policiais disfarçados e infiltrados entre os foliões vão monitorar atividades suspeitas, identificando potenciais ameaças, enquanto outras equipes estarão posicionadas em pontos de visualização do circuito da Micareta, com o objetivo de orientar as equipes de campo.

Tecnologia e modernização

O Cyber Monitoramento utilizará tecnologias de monitoramento eletrônico para acompanhar as comunicações e movimentações suspeitas, nas redes sociais e em fontes abertas de movimentações de grupos criminosos, ou manifestações que possam vir a comprometer o bom andamento dos eventos, antecipando tais situações às equipes de campo e ao tomador de decisões. Terá a função de acompanhar a propagação de fakenews e a dissuasão de informações falsas.

A Polícia Civil manterá prepostos do DIP no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) e Comitê Integrado de Inteligência e Analise (CIIA) a ser instalado em Feira de Santana, em condições de atuar em comunicação direta com a Sala de Consciência Situacional da PCBA.

Nesta Micareta, a Polícia Civil da Bahia ampliou a capacidade de atendimento do assistente virtual “Paulo César 2.0”, que tem como foco o atendimento aos baianos e turistas que se encontrem na Micareta. Ele vai orientar sobre a localização dos Postos da Polícia Civil nos Circuitos, bem como auxiliando no registro de ocorrências a partir da Delegacia Virtual, disponibilizando também a pesquisa de qualidade do atendimento prestado nestas unidades e outros serviços online. Paulo César 2.0 passou a atender também em inglês e espanhol, ampliando o espectro de abrangência dos turistas atendidos pela ferramenta.

Para registrar perdas e extravios de documentos, furtos e outros crimes que não necessitarem de exames de lesões corporais ou outras perícias, as pessoas podem acessar da Delegacia Virtual. São mais de 15 tipos de ocorrências. Basta acessar:
https://delegaciavirtual.sinesp.gov.br/portal/home

Ascom-PC / Tony Silva e foto divulgação

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?