maio 19, 2024

Motorista denuncia que blitz em Feira de Santana resultou em prejuízo de quase 5 mil reais; “Falta de bom senso dos agentes policiais”

 Motorista denuncia que blitz em Feira de Santana resultou em prejuízo de quase 5 mil reais; “Falta de bom senso dos agentes policiais”

Na manhã desta terça-feira (28), Lindomar C.S, morador do bairro SIM, em Feira de Santana denunciou em entrevista ao programa Ronda Policial, a sua insatisfação com as blitz policiais na cidade.

Segundo relato do cidadão, ele e sua esposa foram parados por volta das 23h da semana passada em uma blitz e obrigados pelo preposto a se deslocarem até o pátio para pagamento de uma multa.

“Eu paguei a minha cota única e licenciamento, até então não sabia que estava de fora. Uma taxa de R$190 reais e então recolheram meu carro e no pátio na segunda fui obrigado a pagar R$500 de pátio e reboque. Acharam um fio do selo, que é um cabo de aço que, de acordo com eles, estava rompido, e fizeram eu trocar de placa, então lá se foram R$ 800. Além disso, fui obrigado a trocar dois pneus, e além de trocar a placa também foi necessário pagar as multas”, descreveu o cidadão.

Ele acredita que os fatos poderiam ter sido resolvidos no local com a presença de membros da segurança pública, mas isso não aconteceu. Para o motorista, os agentes públicos das blitz só se preocupam em verificar se o veículo está com o pagamento do IPVA em dia, sem realizar uma revista mais completa.

“Faltou bom senso e eles poderiam dar um prazo de 24 horas para regularizar a situação do veículo, evitando assim transtornos e custos excessivos”, reclamou.

A comunidade local está cada vez mais insatisfeita com a situação que se repete e ausência de vistorias no veículo no momento da abordagem, que visa tão somente a arrecadação.

Por Danielly Cerqueira, com informações do Programa Ronda Policial (Rádio Subaé). Foto: Ilustração do Instagram.

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?