julho 25, 2024

Mais de 22 milhões de unidades de medicamentos distribuídas pela Central Farmacêutica este ano

 Mais de 22 milhões de unidades de medicamentos distribuídas pela Central Farmacêutica este ano

Quase 120 medicamentos fazem parte do elenco da CAF
Em Feira de Santana, mais de 22 milhões de unidades de medicamentos foram distribuídas, entre janeiro e até o início de agosto deste ano, pela Central de Abastecimento Farmacêutica (CAF) do município. Entre os remédios mais dispensados estão losartana, metformina e AAS.

Quase 120 medicamentos fazem parte do elenco da CAF e estão disponíveis pelo setor, entre eles antibióticos, antiparasitários, antifúngicos, antianêmico, anti-hipertensivos, para diabetes, feridas e úlceras, fitoterápicos, hormônios, saúde da mulher, saúde mental, urgências e emergências e soluções.

Aos pacientes diabéticos são fornecidos metformina, glibenclamida, insulinas e fitas de glicemia e glicosímetro. Já os pacientes hipertensos podem ter acesso a amiodarona, anlodipino, digoxina, enalapril, espironolactona, furosemida, hidroclorotiazida, losartana, metildopa, isossorbida, propranolol, captopril.

À saúde da mulher são cedidos hormônios, contraceptivos orais e injetáveis, dispositivo intrauterino (DIU) e preservativos. Para a rede de saúde mental, são ofertados 23 tipos de medicamentos, a exemplo do ácido valpróico, amitriptilina, fluoxetina, clonazepam, diazepam, haloperidol, risperidona, fenitoína, fenobarbital, nortriptilina e prometazina.

O coordenador da CAF, Ícaro Lopes, ainda destaca que, após a pandemia, aumentou a procura de medicamentos para pacientes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS). Segundo ele, o setor é responsável pelo abastecimento das unidades de atenção primária, conhecidas popularmente como postos de saúde, e o Serviço Móvel de Urgência (SAMU).

“A entrega da medicação é feita somente com apresentação do receituário médico e documento de identidade na unidade de saúde. Caso o paciente não tenha a receita, deverá ser avaliado pelo médico do local a fim de ser avaliado para ter o medicamento dispensado pela farmácia”, ressaltou.

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?