maio 24, 2024

326 presos pelo Reconhecimento Facial e queda de mortes violentas são destaques no primeiro semestre de 2023

 326 presos pelo Reconhecimento Facial e queda de mortes violentas são destaques no primeiro semestre de 2023

Trezentos e vinte e seis foragidos da Justiça alcançados pelo Reconhecimento Facial e a diminuição de 4,5% das mortes violentas foram alguns dos números apresentados pela Secretaria da Segurança Pública na manhã de quarta-feira (19), durante a coletiva de balanço do 1° semestre.

Participaram da apresentação o secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, o subsecretário da SSP, Marcel de Oliveira, o comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, a delegada-geral adjunta, Elaine Nogueira, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Adson Marchesini, e a diretora-geral do Departamento de Polícia Técnica, perita criminal Ana Cecília Bandeira.

Com 326 criminosos que possuíam mandados de prisões capturados, o Reconhecimento Facial da SSP, no primeiro semestre, alcançou marca de 900 foragidos da Justiça localizados desde a sua implantação. São duas prisões por dia, em 2023, com auxílio da ferramenta.

Cerca de 80% dos capturados respondem aos crimes de homicídio, tráfico de drogas, roubo e estupro. As prisões aconteceram em Salvador e também em outras 30 cidades da RMS e do interior.

“Estamos investindo 650 milhões de reais e levando o Reconhecimento Facial para 80 municípios da Bahia. Esse avanço pode ser percebido no mapa das prisões. A Bahia foi o primeiro estado, no Brasil, a utilizar a tecnologia e atualmente é uma referência de êxito”, destacou o secretário Werner.

Redução de 4,5% das mortes violentas

No primeiro semestre de 2023, na comparação com o mesmo período do ano passado, as mortes violentas (homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte) apresentaram redução de 4,5% na Bahia.

Em números absolutos foram contabilizados 2.523 casos este ano, contra 2.643 no mesmo período de 2022.

Também foi registrada uma redução de 14,9% no índice de feminicídios – crimes praticados contra a mulher em razão do gênero –, que saiu de 47 em 2022, para 40 no primeiro semestre deste ano.

“O nosso principal objetivo é preservar vidas. Os policiais e bombeiros trabalham incessantemente com essa meta. Parabenizo todos os servidores pelos recordes em apreensões de fuzil e prisões pelo Reconhecimento Facial, além da diminuição das mortes violentas”, finalizou Werner.
Recorde de apreensões de fuzis

De janeiro a junho de 2023, ações das forças de segurança apreenderam 36 fuzis, número maior que o encontrado em todo o ano de 2022, quando foram localizados 22. Em uma das ocorrências, no bairro de Narandiba, a polícia localizou 13 fuzis, número recorde em apenas um dia.
14 armas apreendidas por dia

No mesmo período cerca de 2.570 armas de fogo foram localizadas na Bahia, resultando em uma média de 14 unidades retiradas por dia das ruas.

50 criminosos presos por dia

No primeiro semestre de 2023, as forças estaduais prenderam 9.019 criminosos na Bahia. São 50 pessoas envolvidas com atividades ilícitas capturadas diariamente.

Ascom

Whatsapp
Olá
Olá, podemos ajudar?