Covid-19: ACM Neto anuncia pagamento de benefícios a professores e diz que aulas devem voltar quando nº de casos cair

 Covid-19: ACM Neto anuncia pagamento de benefícios a professores e diz que aulas devem voltar quando nº de casos cair
Compartilhe

O prefeito de Salvador, ACM Neto, anunciou o pagamento de dois benefícios aos professores da rede municipal da capital, nesta sexta-feira (11). Ele também informou que o pagamento do 13º salário dos servidores públicos será adiantado para o dia 18 deste mês.

Neto voltou a falar sobre a retomada das aulas em Salvador. Apesar de sinalizar que não há um prazo para a volta, disse que ela deve acontecer quando houver uma queda no número de casos, mesmo que a população não esteja vacinada. A estratégia está sendo alinhada com o governo do estado.

Na quinta-feira (11), o governador Rui Costa adiantou parte dos planos de retomada das aulas na rede estadual,, e disse que as turmas serão desmembradas para evitar contaminação.

“A gente quer em breve, se Deus quiser, voltar às aulas. Levamos o ano inteiro quase sem aula, eu quero ver se a gente reduz essa taxa de contaminação, para a gente voltar às aulas. Quando voltar, com metade da turma. A ideia é ter aula segunda, quarta e sexta, metade da turma com 20 alunos na sala, para os alunos ficarem distantes um do outro. E terça, quinta e sábado, ter a outra metade da turma, para ter menos gente e menos aglomeração”, disse o governador.

Avanço de nível

O primeiro benefício anunciado por ACM Neto foi o de avanço de nível, que é uma progressão vertical para complemento de salários, em que os professores sobem degrau a degrau, em resultado de titulação. Se o professor faz pós- graduação, por exemplo, ele sobe um nível. Se faz mestrado, sobe outro nível, e assim por diante. Atualmente, 1.207 professores são contemplados com mudança de nível, segundo ACM Neto

Com a autorização, que será publicada em edição extra do diário oficial nesta sexta, o pagamento do benefício será na folha de dezembro. Todos os professores que têm direito receberão os valores. O prefeito informou que para isso, foi feito um investimento de R$ 57.779.570.

Neto disse ainda que, no acumulado, a prefeitura pagará um impacto médio de R$ 47 mil para cada professor que tem direito ao benefício. Os aumentos variam entre 25 e 100%, a depender de nível em que o educar está e vai alcançar.

Gratificação de estímulo

O segundo benefício foi o da gratificação de estímulo ao aprimoramento profissional, que também será publicado em edição extra no DO. Esse concede pagamento a professores que têm comprovação de conclusão de cursos de aprimoramento.

Esses pagamentos valem para cursos de carga horária de 80 a 360 horas. O valor médio de pagamento por professor é de aproximadamente R$ 4 mil. Confira percentuais.

  • Cursos entre 80h e 180h: 2,5%
  • Cursos acima de 180h: 5%
  • Cursos com 360h ou mais: 7,5%

* Todos os comentários são de responsabilidade dos seus autores