Eleição de Camamu pode ajudar a acelerar apuração na Bahia, diz coordenadora do TRE

IMAGEM_NOTICIA_5 (3)

A coordenadora de logística do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), Ana Maria Parcero, disse que a eleição suplementar de Camamu deste domingo (1º) serviu como um “projeto piloto” da Corte para tentar acelerar as apurações nos pleitos baianos.

“Camamu tem uma peculiaridade que é ter seções em ilhas distantes longes da sede zona. Isso é importante porque a Coordenadoria do tribunal quer diminuir o tempo da totalização no estado da Bahia. Geralmente, a Bahia fica em último ou penúltimo lugar [na apuração das urnas]. Estamos focados em diminuir o tempo. Então, a eleição de Camamu foi como piloto para gente verificar tudo isso, as dificuldade para chegar em 2020 reduzindo as dificuldades que tivemos em 2018”, explicou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Ana Maria Parcero revelou ainda que o TRE-BA tenta firmar uma parceira com o governo do estado para ter acesso ao mapa das escolas que têm internet na Bahia. A intenção é instalar pontos para a transmissão de dados para a Corte eleitoral durante o pleito do próximo ano.

Você também pode gostar ...

0 Pensamentos sobre “Eleição de Camamu pode ajudar a acelerar apuração na Bahia, diz coordenadora do TRE”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No Banner to display

ITV Nordeste

No Banner to display