Bahia é o 3º estado com mais mortes durante ações policiais, aponta Atlas da Violência

IMAGEM_NOTICIA_5 (2)

A Bahia é o terceiro estado do país com maior número de mortes resultantes de ações policiais. De acordo com o Atlas da Violência 2016, divulgado nesta terça-feira (22), o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) mostra que ao menos 97 pessoas morreram no estado durante “intervenções legais”. Pela lista, o lugar em que a polícia foi responsável por mais mortes é o Rio de Janeiro (245), seguido por São Paulo (225). Porém, os organizadores do levantamento – feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) – acreditam que o número pode ser ainda maior. No documento, os pesquisadores apontam a existência de subnotificações, causadas pela falta de registro de instituições. Segundo o Atlas, é possível notar a discrepância ao se comparar o SIM com os dados publicados no Anuário Brasileiro de Segurança Pública, produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) com base na Lei de Acesso à Informação. No anuário, o número de mortes causadas pela polícia na Bahia vai a 278. No Rio e em São Paulo os números também crescem: 584 e 965, respectivamente. Mesmo assim, os responsáveis pelo Atlas admitem que esta é uma questão complexa a ser debatida. O documento mostra que 51% dos agentes policiais têm receio da “falta de diretrizes claras sobre como conduzir ações específicas (abordagem, prisão por drogas, uso da força, etc.)”.

Fátima Brandão

Você também pode gostar ...

0 Pensamentos sobre “Bahia é o 3º estado com mais mortes durante ações policiais, aponta Atlas da Violência”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ITV Nordeste

No Banner to display