Cinco pessoas são presas em operação de combate a desvio de energia elétrica na BA; 2,3 milhões de kWh foram recuperados

 Cinco pessoas são presas em operação de combate a desvio de energia elétrica na BA; 2,3 milhões de kWh foram recuperados

Cinco pessoas foram presas na Bahia em uma operação de combate ao desvio de energia elétrica. O furto de energia foi identificado em 12 grandes propriedades entre as cidades de Juazeiro, Paulo Afonso e Senhor do Bonfim, no norte do estado, e Valença e Teixeira de Freitas, baixo-sul e sul, respectivamente.

Equipes da Polícia Civil e Neoenergia, grupo que subsidia a Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (Coelba), desativaram redes construídas clandestinamente e recuperaram, só na Bahia, 2,3 milhões de kWh de energia, equivalente ao consumo de energia de 20.000 residências durante um mês inteiro.

Os principais focos da operação foram indústrias do ramo de laticínio, fábricas de cerâmica, comércios e propriedades rurais, como fazendas de irrigação e plantação de café e cultivo de camarão.

Além do estado baiano, a operação aconteceu também em Pernambuco, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul. No total, contando os quatro estados, a recuperação de energia elétrica foi de 3,5 milhões de kWh.

Entre Pernambuco, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul, sete pessoas foram detidas, por desvios em 11 propriedades.

Todos os detidos foram levados para delegacias de suas respectivas cidades. Furto de energia é crime e a pena pode chegar a oito anos de prisão.